Secção Técnica Temática de trabalhos da A.R.L.A.

Artigos de natureza técnica ou histórica

Designações das Emissões

[ Miguel Andrade - Setembro de 2000 ]

Cada vez mais nos deparamos com mais dificuldades por parte dos radioamadores com as designações dos tipos de emissões adoptadas por Portugal na sua legislação a partir do sistema proposto pelo C.C.I.R. ( Consultive Comitee International Radio, ou como se designa em português, Comissão Consultiva Internacional das Radiocomunicações ).

Para ajudar aqueles que têm mais dúvidas, sobretudo ao tentar interpretar as Faixa de Frequências da Portaria 322/95 de 17 de Abril ficam neste sumário artigo algumas pistas.

O Radioamadorismo
Legislação Aplicável
O que é a A.R.L.A. ?
Estatutos/Regulamentos
Plano de Actividades
Notícias da A.R.L.A.
Os eventos da A.R.L.A.
Secção Técnica Temática
Protecção Civil
Utilidades
Ligações com interesse

Como se pode ler na secção sobre radioamadorismo da página Internet da A.R.L.A. existe um número considerável de formas de conversão da informação em sinal de rádio.

Os sinais emitidos nas comunicações entre radioamadores podem variar em amplitude, em frequência, em fase e hoje em dia ainda podem ser analógicos, digitais ou até uma combinação de ambos.

No passado, a forma mais vulgar de modulação do sinal era em amplitude ( AM - Amplitude Modulation ), tendo mais tarde sido desenvolvida a banda lateral única ( SSB - Sigle Side Band ) e a modulação em frequência ( FM - Frequency Modulation ).

Com o objectivo de definir com a máxima exactidão a forma e o tipo de transmissão, Comissão Consultiva Internacional das Radiocomunicações ( C.C.I.R. ) desenvolveu uma codificação para denominar com a maior precisão todas as emissões usadas em comunicações via rádio.

Nas designações de emissões C.C.I.R. podem ser usada uma combinação de até cinco símbolos, contudo, na maioria das aplicações deste código apenas são necessários três símbolos geralmente duas letras e um algarismo entre elas.

Como regra geral no caso do radioamadorismo, o primeiro símbolo é uma letra que se refere ao tipo de modulação, o segundo é um algarismo que define o tipo de sinal modulado e o terceiro, outra letra, indica-nos a forma de transmissão da informação que é convertida pelo sinal modulado como nos indica a tabela e os exemplos a seguir :

 

Primeiro símbolo ( letra ) - tipo de modulação da onda portadora

N

portadora não modulada

A

banda lateral dupla ( modulação em amplitude )

H

banda lateral única com portadora completa

J

banda lateral única com portadora suprimida

R

banda lateral única com portadora reduzida

B

modulação em banda lateral independente

C

banda lateral vestigial em amplitude modulada

F

modulação em frequência

G

modulação em fase

P

impulsos não modulados

K

modulação de impulsos em amplitude

L

modulação de impulsos por comprimento ou duração

M

modulação de impulsos em fase ou em posição

X

casos omissos

Segundo símbolo ( número ) - tipo de sinal modulado

0

sem sinal para modulação

1

sinal digital em canal único

2

sinal digital em canal único usando sub-portadora

3

sinal analógico em canal único

7

sinal digital multicanal

8

sinal analógico multicanal

9

combinação dos números 7 e 8

Terceiro símbolo ( letra ) - forma de transmissão da informação

N

sem informação

A

telegrafia ( usando código Morse )

B

telegrafia Automática ( RTTY, etc )

C

fac-símile ( FAX )

D

transmissão de dados

E

telefonia

F

televisão ( varrimento lento e normal )

W

televisão com som

X

outros sinais

No caso das transmissões dos radioamadores eis alguns exemplos ilustrativos com as formas mais populares :

A1A

Telegrafia em Morse com manipulação por tudo ou nada em onda contínua ( CW )

A2A

Telegrafia em Morse por manipulação de tonalidade ( frequência audível ) ( MCW )

A1B

Telegrafia automática com sinal em manipulação por tudo ou nada ( RTTY )

A2B

Telegrafia automática com sinal em manipulação de tonalidade ( frequência audível )

A3C

FAX em modulação de amplitude ( AM FAX )

A3E

Telefonia em modulação de amplitude ( AM )

A3F

Televisão de varrimento lento/normal em modulação de amplitude ( AM SSTV/FSTV )

J3E

Telefonia em banda lateral única ( SSB - LSB ou USB )

F1A

Telegrafia em manipulação por variação de frequência ( FSK )

F1B

Telegrafia automática em manipulação por variação de frequência ( FM RTTY )

F1D

transmissão de dados em modulação de frequência ( rádio pacote em FM ou Paket )

F2A

Telegrafia em manipulação por tudo ou nada de uma frequência audível de FM

F2B

Telegrafia automática em FM com manipulação por tudo ou nada ( AFSK )

F3C

Fax em modulação de frequência

F3E

Telefonia em modulação de frequência ( FM )

F3F

Televisão de varrimento lento/normal em modulação de frequência ( FM SSTV/FSTV )

G3E

Telefonia em modulação de fase

 

Regressar à página anterior