ARLA/CLUSTER: Re: CR6W, Insua Isl. IOTA EU-150

João Gonçalves Costa joao.a.costa ctt.pt
Sexta-Feira, 30 de Julho de 2010 - 10:31:41 WEST


Bom cá vai então...dum dos expedicionários, independentemente de mais tarde - e a pedido do GPDX/ REP ir fazer um pequeno artigo sobre a operação CR6W.

Chegámos na 4ª feira ao fim do dia, o transporte e o desembarque na ilha não tem nada a ver com as outras ilhas da costa Portuguesa...as condições assemelham-se aos desembarques do século em que o Forte da INSUA foi construído...Sec XVII! 

O Sr Mário 'barqueiro' com a sua minúscula 'chata' lá carregou (pagando , é claro!) toda a imensa parafernália de material que transportámos (cerca de 1 tonelada!!), dado que a nossa expedição - e que fique bem CLARO - não tinha como objectivo único o Conteste, mas também aspectos científicos de âmbito radioeléctrico, relacionados com as verticais 'amestradas' do António, CU8AS...só as estacas da Spiderbeam (eram 16 estacas...) pesavam quase 100 kg...

O team era constituído pelo CU8AS (António, o leader, o organizador, alma mater, incontestado desta expedição!), HB9CRV (Hermann, a nossa única ligação ao mundo do CW...), CT4NH (Luís), CT1EGW (Arlindo), CT1END (Carlos Nora), CT1BOP (João Rafael) e o CT1EEQ (Luís Rodrigues). Isto por ordem de idades hi hi..., primeiro os 2 septuagenários, depois o sexagenário e depois os teenagers...

Passámos 2 dias ,sob o imenso Sol e Nortada fortíssima a montar as antenas,com especial atenção para a Spiderbeam com cerca de 20 metros de altura (não conseguimos subir até á altura máxima devido ao vento) e radiais elevados para os 20 e 40 metros. As restantes eram um dipolo de 1/2 onda para 80 metros (muito baixo) uma Butternut HF9V com radiais elevados, uma Cushcraft R6000 e um Dipolo rotativo agarrados aos 2 canhões que defendem ainda as bem conservadas muralhas do Forte da Ínsua, datando de 1649.

Viu-se logo que o Dipolo rotativo (um imperativo da categoria DXpedition em que participávamos, nada de beams ou lineares, só 100 watts) era a nossa 'arma' em 10, 15 , 20 e talvez em 40...especialmente em 20.

Radios: ICOM IC746, ICOM7000, software: WINTEST.
2 geradores, um para as utilidades e outro para a operação.
Acampámos no interior do forte bem fechados á chave.
O Conteste decorreu como esperávamos com um arranque fulgurante do BOP e EGW em SSB, mas já a sentir a falta de operadores em CW.

De facto, no final e depois de apurados os resultados e comparados com outros concorrentes, a lacuna principal foi a falta de CW e principalmente dos multiplicadores em CW.
Provavelmente batemos toda a concorrência em menus extravagantes e ricos em proteínas. Sim, porque havia sempre pequeno almoço , almoço , lanche e jantar ...sentado! com pratos quentes! O ponto alto foi um lombo de porco assado 'made in CT4NH YL'...que durou, durou...

Ratos na ilha é 'mato' !! Há centenas. Ficaram bem alimentados.

A ilha é um local para vencer o IOTA! Os pontos de montagem das antenas, área para shack e 'aposentos' são de 6 estrelas! Com isto quero evidenciar a extraordinária performance do CS2K, do seu score, dum local (Ilha do Pessegueiro) que nada tem a ver com a Ínsua em matéria de 'conforto' e condições técnicas para operação. Parabéns ao CS2K Team. Realmente 'Contest minded'. Outra 'guerra' que não a nossa. A nossa foi - desta vez - 'mais bolos'...

Divertimo-nos imenso, a equipa sempre unida , especialmente a levantar o copo! e dar ao dente, o tempo esteve sempre espectacular, a paisagem de tirar a respiração, exercício q.b ao ar livre, que mais podemos querer no final dum fim-de-semana destes?

Até breve e fiquem com as imagens da operação, colocaremos mais a curto prazo.

73 do Luís, CT4NH

--- Em GPDX  yahoogrupos.com.br 


Mais informações acerca da lista CLUSTER