Re: ARLA/CLUSTER: Técnicas para medida/execução de cabos em "ondas"

Carlos Mourato radiofarol gmail.com
Quarta-Feira, 7 de Julho de 2010 - 21:53:08 WEST


A proposito disso, quando se trata de dipolos (antenas balanceadas)
alimentadas por cabo coaxial (nao balanceado) justifica-se plenamente a
utilizacao de um BALUN * (BALanced to UNbalanced), permitindo a transicao da
radiacao entre os sistemas e impossibilitando as correntes na antena de
descer a linha de alimentacao em direccao ao radio.

A alternativa seria alimentar o dipolo com uma linha balanceada [cabo-escada
de 450ohms] mas a transicao para o radio/coaxial a 50 ohms teria de ter
sempre um balun *.

Colega FZI permita-me uma emenda. Um dipolo esticado, e a uma altura maior
que meia onda do solo, tem uma Z de 72 ohms, portanto completamente
desadequado de uma linha de 450 ohms. caso utilize uma linha paralela de 450
ohms, para alimentar um dipolo de meia onda, estará a fazer uma G5RV.
Um solução muito boa e testada por mim no tempo do AM, foi alimentar o
dipolo com um vulgar fio de candeiro. O fio electrico flexivel, utilizado
nos candeiros de mesa de cabeceira, de 2 x 1 mm por exemplo, tem uma Z muito
proxima do dipolo e é balanceado.

73 de CT4RK de EAs.

No dia 6 de Julho de 2010 11:48, CT2FZI IM58KR <ct2fzi  gmail.com> escreveu:

> Gosto mais deste, em ingles
> http://highfields-arc.6te.net/constructors/olcalcs/coaxcalc.htm
>
> ;)
>
> A proposito disso, quando se trata de dipolos (antenas balanceadas)
> alimentadas por cabo coaxial (nao balanceado) justifica-se plenamente a
> utilizacao de um BALUN * (BALanced to UNbalanced), permitindo a transicao da
> radiacao entre os sistemas e impossibilitando as correntes na antena de
> descer a linha de alimentacao em direccao ao radio.
>
> A alternativa seria alimentar o dipolo com uma linha balanceada
> [cabo-escada de 450ohms] mas a transicao para o radio/coaxial a 50 ohms
> teria de ter sempre um balun *.
>
> Sugiro a antena ZS6BKW, menos "noise floor" que um dipolo convencional e
> multibanda sem a necessidade de antenna tuner, bastando colocar um balun *.
>
> * Nota: balun de corrente 1:1
>
> Se forem necessarios esquemas.. e' so' dizer.
>
> 2010/7/6 João Gonçalves Costa <joao.a.costa  ctt.pt>
>
> Caro Pedro Ribeiro, CR7ABP.
>>
>> Antes de tudo existe um postulado fundamental:
>> O comprimento do cabo não tem a menor importância quando é usado para
>> interligar uma antena com um transmissor, DESDE QUE AS IMPEDÂNCIAS DA
>> ANTENA, DO TRANSMISSOR E DO CABO SEJAM IGUAIS ENTRE SI.
>> Portanto, na pratica, deve-se usar sempre o menor comprimento de cabo
>> possível!
>>
>> No entanto, um cabo coaxial cortado em 1/2 ondas eléctricas apresenta uma
>> característica interessante, pois com esta medida particular de cabo (ou
>> seus múltiplos), transportamos a impedância existente no ponto de
>> alimentação da antena para a outra extremidade da linha de transmissão. Os
>> cálculos podes encontra-los neste site, e comentados em português:
>> http://www.tst-radio.com.br/cabo.htm#calculo
>>
>> MAS ATENÇÃO, O ACERTO DA IMPEDÂNCIA DA ANTENA É SEMPRE FEITO NESTA E NUNCA
>> CORTANDO OU ACRESCENTADO O CABO COAXIAL. AO PROCEDER DESTA MANEIRA, CORTANDO
>> OU ACRESCENTADO O CABO COAXIAL, ESTAMOS SÓ A ENGANAR O MEDIDOR DE RELAÇÃO DE
>> ONDAS ESTACIONÁRIAS, MANTENDO OU PIORANDO O RENDIMENTO DA INSTALAÇÃO.
>>
>> Deixo-te um sitio na internet de leitura recomendada sobre o tema,
>> Dimensões dos cabos coaxiais: tabus e verdades em
>> http://py.qsl.br/cortando_cabos.htm
>>
>> Muito mais à a dizer mas o trabalho chame-me.
>>
>> João Costa, CT1FBF
>>
>> -----Mensagem original-----
>> De: cluster-bounces  radio-amador.net [mailto:
>> cluster-bounces  radio-amador.net] Em nome de Pedro Ribeiro (CR7ABP)
>> Enviada: segunda-feira, 5 de Julho de 2010 23:20
>> Para: ARLA/CLUSTER
>> Assunto: ARLA/CLUSTER: Técnicas para medida/execução de cabos em "ondas"
>>
>> Gostaria de obter sugestões dos colegas acerca de formas práticas e
>> precisas quanto possível para a preparação de diversas linhas de
>> transmissão/cabos coaxiais com medidas baseadas em "ondas".
>> Relacionado, gostava de conhecer formas praticas de medida da velocidade
>> de propagação de um cabo de modelo/fabricante desconhecido.
>>
>> Se quiserem comentar também, de entre dois cabos de que tenho por aqui uma
>> boa quantidade e de que não encontro especificações precisas, se os
>> conhecem, qual a opinião, por qual optavam para V/UHF (genéricamente são
>> semelhantes).
>>
>> SIVA CABLES - ITALY - RG8/U - 52 OHM
>> DATAX M17/074 - RG213 CONDELEC
>>
>> 73!
>>
>> --
>> =-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
>> Pedro Ribeiro
>> Indicativo: CR7ABP
>> QTH: São Francisco, Alcochete
>> GRID LOC: IM58MR
>> ** Limitado a RX em Classe3 até 31/03/2012 ** ( Decreto-Lei 53/2009, Art
>> 8, 2a e Art 5, 3a )
>> =-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-=-
>>
>> _______________________________________________
>> CLUSTER mailing list
>> CLUSTER  radio-amador.net
>> /cluster/listinfo/cluster
>>
>>
>> _______________________________________________
>> CLUSTER mailing list
>> CLUSTER  radio-amador.net
>> /cluster/listinfo/cluster
>>
>>
>
>
> --
> 73 de Luis, CT2FZI
>
> http://www.qsl.net/ct2fzi
>
> _______________________________________________
> CLUSTER mailing list
> CLUSTER  radio-amador.net
> /cluster/listinfo/cluster
>
>


-- 
Best 73 from: regards from: CT4RK Carlos Mourato - Sines - Portugal

Save the Radio Spectrum! Eliminate Broadband over Power Line. Salve o
espectro electromagnético!. Não use a rede electrica para transmitir dados.
Os "homeplugs power line" e a tecnologia "power line" causa fortes
interferencias noutro serviços sem voce se aperceber. Diga não à tecnologia
power line. Proteja o ambiente
-----------------------------------------------------------
-------------- próxima parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: /cluster/attachments/20100707/808a6dc9/attachment.htm


Mais informações acerca da lista CLUSTER