ARLA/CLUSTER: esclarecimento

Afonso Marques amarques efacec.pt
Segunda-Feira, 31 de Agosto de 2009 - 13:00:33 WEST


 Então a radiação electromagnética não cria um campo electromagnético com grandezas campo eléctrico e campo magnético, variáveis , e por sua vez, numa antena mergulhada nesse campo é gerada,  por indução, uma tensão alternada ( um sinal ) que será tratada  da forma que mais convier? Aqui estamos a falar de  frequências muito elevadas , nos motores, transformadores ... a frequência é baixa 50 Hz, 60 Hz, 400 Hz ... e por isso precisamos de meio que não o éter para se transmitir e produzir os efeitos pretendidos . Esse meio é o circuito magnético que pode ser de vários materiais e tomar as mais diversas formas . 

 

Continuem  a discussão saudavelmente .

 

73's

 

CT1RH

 

________________________________

De: cluster-bounces  radio-amador.net [mailto:cluster-bounces  radio-amador.net] Em nome de Antonio Matias
Enviada: segunda-feira, 31 de Agosto de 2009 12:10
Para: Resumo Noticioso Electrónico ARLA
Assunto: Re: ARLA/CLUSTER: esclarecimento

 

Bom Dia:

 

Indução electromagnética?

hummm.

Isso é um fenómeno para motores geradores etc.

Na indução electromagnética tem de haver um parte móvel, ou então uma variação de polaridade  magnética num dos corpos. 


Há aqui uma coisa que está a criar a confusão toda:

A radiação electromagnética, e esta sim, é aquela que que sai da antena e atravessa o mundo e vai ser detectada por outra antena, onde quiser.

A radiação electromagnética tanto provoca corrente num corpo a 1 metro da antena como em um no Japão

Não é isto que está em causa, o que está em causa, são as condições que podem ou não perturbar o funcionamento

do sistema radiante, a antena.

 

As características intrínsecas das antenas são resistivas,  reactivas capacitivas ou indutivas.

e estas  são exclusivas do desenho e construção da antena, não tendo a ver com corpos vizinhos.

 

Agora, qualquer antena sofre tremenda influencia, CAPACITIVA, da terra, da chuva,  de corpos metálicos próximos.

Que nem precisam ser ressonantes, nem ter comprimento nem tamanho definido.

Não é preciso capacimetro para medir a capacidade ao solo de um dipolo para 40m com 1mm a 10m do chão, que ela existe, existe e pode ser calculada e comprovada.

Dai que seja vulgar usarem-se chapéus capacitivos para baixar a ressonância a antenas encurtadas.

Seja vulgar a antenas baixar a ressonância quando chove, pois o nível de agua subterrâneo sobe. etc etc.

 

Na salutar discussão com o colega Afonso sobre este tema, chegámos ao consenso que as antenas se perturbam.

Não  interessa aqui que uma roube a energia da outra, de forma indutiva ou capacitiva  a radiação passe de uma para a outra e não para o espaço, mas que a proximidade perturbe as ressonâncias mutuas, que  impedâncias se mantenham, bem como o lóbulos.  

 

73's

Matias

   

  

 

 

2009/8/31 José António <ct1dqb  gmail.com>

Matias, o colega Afonso Marques já tinha dito anteriormente qual era esse efeito:
É um fenómeno de indução electromagnética.
Também sucede nos condutores parasitas. Inevitavelmente, qualquer condutor nas proximidades da antena, com um comprimento próximo ou superior a um quarto de comprimento de onda da frequência em uso, será parasiticamente acoplado à antena. Diferente dos elementos parasitas de uma antena direcional, condutores como instalações eléctricas, canos de agua, canos de gaz, etc., que estão normalmente com más ligações à terra. Além de dissiparem energia, por vezes não irradiam na fase correcta, muitas vezes originando a não desejada RFI.

Em relação ao cluster, eu não o utilizo, escolhi outras opções que penso serem mais úteis para o meu conhecimento.

73
José António


Antonio Matias escreveu:

Bom Dia.
Colega José António, então quando conseguir parar de rir, talvez nos possa brindar com os seus expecpcionais conhecimentos sobre antenas.
Explique-nos lá então as causas do fenómeno.
Curioso é que o colega, pelo menos para até agora para mim era desconhecido.
Curioso também que nunca houve um spot seu no cluster em mais de 10 anos, será que toda essa capacidade técnica nunca foi posta em pratica?
Aparentemente  parece que o colega nunca fez um contacto no radio.

73's
Matias



2009/8/29 José António <ct1dqb  gmail.com <mailto:ct1dqb  gmail.com>>



   O Matias a bater na mesma tecla! Tamanho disparate que nunca ouvi
   tal! Hi, hi hi
   _A interacção capacitiva entre antenas a metros de distancia_. Hihihi.
   Já que falou nos exames da Anacom que ninguém de lá saiba, que
   você diga um disparate desses, senão é excomungado por eles. Hi,
   hi, hi.
   Hihihi. Já me dói o corpo de rir tanto. Hihihi.
   Seja mais humilde e diga coisas que sabe, não invente.
   A capacidade entre antenas quando estão a metros de distancia, é
   um valor tão baixo, tão baixo, que nem deve existir capacímetro no
   planeta para conseguir medir um valor tão pequeno. Hihihi


   Antonio Matias escreveu:

       Sempre que há uma diferença de potencial entre dois corpos
       isolados, há capacidade.
       Esta depende do tamanho dos corpos, da distancia entre ambos e
       do dieléctrico.
       Embora não pareça, os tubos de alumínio  mesmo o afastados
        uns metros, quando alinhados, são um condensador.
       Por certo que o colega José Antonio quando tirou a sua licença
       de radioamador sabia isto muito bem, só que depois
       esqueceu-se.

       73's

       Matias




       2009/8/28 José António <ct1dqb  gmail.com

       <mailto:ct1dqb  gmail.com> <mailto:ct1dqb  gmail.com


       <mailto:ct1dqb  gmail.com>>>


          Estou a perceber, quando a Reactância de uma antena é
       CAPACITIVA
          ela anda aos saltos e pode cair na antena mais próxima. É
       isso a
          interação capacitiva?

          Antonio Matias escreveu:

              Então vamos lá ver:
              A impedância Z de uma antena é:  a soma da resistência
       R com a
              Reactância Jx   Z= R+Jx

              Agora a reactância pode ser Capacitiva  Xc  ou Indutiva Xl
              Claro que nestas parcelas queremos sempre ter uma antena
              puramente resistiva 50R ou próximo
              para a generalidade das antenas que usamos, e manter a
              reactância 0 Jx
              Muita gente também pensa que a ressonância de uma antena é
              onde tem 50ohms    e não é correcto
              a ressonância é onde a reactância é mais baixa. Por
       isso é que
              aquele abençoado medidor MFJ-259 é uma ferramenta do
       arco da
              velha.
              Quem souber ler...  he he


              73's
              Matias

                      2009/8/27 Afonso Marques <amarques  efacec.pt
       <mailto:amarques  efacec.pt>
              <mailto:amarques  efacec.pt <mailto:amarques  efacec.pt>>
       <mailto:amarques  efacec.pt <mailto:amarques  efacec.pt>

              <mailto:amarques  efacec.pt <mailto:amarques  efacec.pt>>>>




                 Obviamente . Então talvez fosse de dizer que haverá
       menor
                 interacção das antenas , que são idênticas, se elas
       forem
                 perpendiculares , já que o fluxo electromagnético gerado
              por uma
                 atravessa a outra na posição mais desfavorável, e
       portanto, a
                  reacção provocada na primeira será minimizada. Essa
       reacção
                 altera os parâmetros da impedância em termos
       reactivos ou
                 capacitivos. Aliás se pensarmos como funciona uma antena
                 magnética, em que a excitação é feita por um anel
       cujo plano é
                 paralelo ao plano do elemento excitado radiante. Se
       os 2 anéis
                 ficarem perpendiculares não há interacção

                 O que eu expus, vale o que vale...

                           73's

                           CT1RH

                                       ------------------------------------------------------------------------

                 *De:* cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>
              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>
                 <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>
              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>>

                 [mailto:cluster-bounces  radio-amador.net


       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>

              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>
                 <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>
              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>>] *Em nome de
              *Antonio Matias
                 *Enviada:* quinta-feira, 27 de Agosto de 2009 15:20


                 *Para:* Resumo Noticioso Electrónico ARLA
                 *Assunto:* Re: ARLA/CLUSTER: esclarecimento

                           Pois...

                 Provavelmente as duas, dependendo de qual antena e
       banda.

                 Á partida  deve ser capacitivo.

                 Tem todo o aspecto disso, além de se perturbar o
       lóbulo de
                 radiação, deve  baixar a frequência de ressonância
       isso é
              óbvio.

                 Mas certezas só mesmo analisando ou fazendo a simulação.

                 A reactância das antenas, J  capacitiva ou indutiva
       é uma coisa
                 muito difícil de  prever e ainda mais de anular.

                            73's

                 Matias

                                     2009/8/27 Afonso Marques
       <amarques  efacec.pt <mailto:amarques  efacec.pt>
              <mailto:amarques  efacec.pt <mailto:amarques  efacec.pt>>

                 <mailto:amarques  efacec.pt
       <mailto:amarques  efacec.pt> <mailto:amarques  efacec.pt

       <mailto:amarques  efacec.pt>>>>



                 Porquê capacitiva ? E indutiva não ?

                           73's

                           CT1RH

                                       ------------------------------------------------------------------------

                 *De:* cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>
              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>
                 <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>
              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>>

                 [mailto:cluster-bounces  radio-amador.net


       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>

              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>
                 <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net
       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>
              <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net

       <mailto:cluster-bounces  radio-amador.net>>>] *Em nome de
              *Antonio Matias
                 *Enviada:* quinta-feira, 27 de Agosto de 2009 14:15


                 *Para:* Resumo Noticioso Electrónico ARLA
                 *Assunto:* Re: ARLA/CLUSTER: esclarecimento

                           Colega Artur.

                 A resposta é simples:

                 Esse colega montou as antenas nessa configuração
       porque assim
                 evita a interacção capacitiva entre as antenas.

                 Perpendicularmente as antenas ficam quase imunes à
              influencia uma
                 da outra.

                 Coisa que, sem estar nesta configuração exigia muito
       mais
                 distancia entre elas.

                 A única desvantagem é de facto ter atenção ao
       desfasamento
              de 90º
                 no rotor.

                           73's

                           Matias

                 2009/8/27 Manuel Artur Rodrigues <Manuel.Artur  rr.pt
       <mailto:Manuel.Artur  rr.pt>
              <mailto:Manuel.Artur  rr.pt <mailto:Manuel.Artur  rr.pt>>
                 <mailto:Manuel.Artur  rr.pt
       <mailto:Manuel.Artur  rr.pt> <mailto:Manuel.Artur  rr.pt
       <mailto:Manuel.Artur  rr.pt>>>>



                 Boa tarde a todos.

                           Gostaria de consultar as vossa
       experiencias na seguinte
              questão,
                 que me intriga já á algum tempo.

                           Vejamos a seguinte imagem.

                           Antenna hf 20M 15M 10M

                           Ora bem, se bem repararam temos uma yagi
       de três elementos para
                 duas bandas, e, (agora é que chegamos á minha duvida
       ) um
              dipolo
                 penso que para os 40m, que está montado
       perpendicularmente em
                 relação á yagi.

                           A duvida é: porquê perpendicularmente á
       direccionalidade da
              yagi.

                           É que quando eu aponto a yagi para um
       lado, fico com o
              dipolo de
                 pontas e vice-versa, ou será que estou a ver mal as
       coisas.

                           Alguém me sabe explicar o porquê da
       montagem assim, é que
              já não é
                 a primeira que vejo

                           Obrigado

                           73´s

                 CT1AED

                           /Manuel Artur/

                                           _______________________________________________
                 CLUSTER mailing list
                 CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>
              <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
              <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>>

                 /cluster/listinfo/cluster

                                 _______________________________________________
                 CLUSTER mailing list
                 CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>
              <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
              <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>>

                 /cluster/listinfo/cluster

                                 _______________________________________________
                 CLUSTER mailing list
                 CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>
              <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
              <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>>

                 /cluster/listinfo/cluster


                    ------------------------------------------------------------------------

              _______________________________________________
              CLUSTER mailing list
              CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>
              /cluster/listinfo/cluster
              

          _______________________________________________
          CLUSTER mailing list
          CLUSTER  radio-amador.net <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net
       <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>>
          /cluster/listinfo/cluster


       ------------------------------------------------------------------------

       _______________________________________________
       CLUSTER mailing list
       CLUSTER  radio-amador.net <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
       /cluster/listinfo/cluster
        


   _______________________________________________
   CLUSTER mailing list
   CLUSTER  radio-amador.net <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
   /cluster/listinfo/cluster


------------------------------------------------------------------------

_______________________________________________
CLUSTER mailing list
CLUSTER  radio-amador.net
/cluster/listinfo/cluster
 



_______________________________________________
CLUSTER mailing list
CLUSTER  radio-amador.net
/cluster/listinfo/cluster

 

-------------- próxima parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: /cluster/attachments/20090831/40a4f44b/attachment.html


Mais informações acerca da lista CLUSTER