ARLA/CLUSTER: Nova Entidade DXCC - KOSOVO

Afonso Marques amarques efacec.pt
Quinta-Feira, 21 de Fevereiro de 2008 - 18:02:39 WET


Chiça, que isto é que é falar !

CT1RH


-----Original Message-----
From: cluster-bounces  radio-amador.net [mailto:cluster-bounces  radio-amador.net] On Behalf Of João Gonçalves Costa
Sent: quinta-feira, 21 de Fevereiro de 2008 17:54
To: 'Francisco Costa, CT1EAT'; 'Resumo Noticioso Electrónico ARLA'
Subject: RE: ARLA/CLUSTER: Nova Entidade DXCC - KOSOVO

Prezado Francisco Costa, CT1EAT.

Em termos dos critérios que devem SEMPRE orientar o radioamadorismo nacional e internacional, todos estamos de pleno acordo; agora, não posso admitir é o mais vil oportunismo politico e provavelmente económico, que esta Dxpedição,YU8/OH2R, demonstra desde que foi anunciada.

Todos nós sabemos, ou já nos apercebemos á muito tempo, dos dois pesos e das duas medidas "democráticas americanas", que a ARRL usa e abusa para validar as expedições e que incluam ou não americanos no seu seio. Isto é uma clara opção politica, que quem se candidata aos "nirvanas" está a correr, agora é bom que tenha sempre a devida consciência disso. Não basta assobiar para o lado e pensar que está tudo bem.

Neste caso, deve-se usar a famosa frase ao contrário, "á mulher se César não basta parece-lo, á que sê-lo verdadeiramente " pois ninguém muda nada se a tal não se vir obrigado a faze-lo, e assim, todas as escolhas que fazemos hoje, vão condicionar as escolhas que outros farão amanhã.

Quero dizer com isto, que não poderemos continuar a pactuar com tudo, quais virgens inocentes, e refugiarmo-nos nos sagrados princípios das regras, quando á nossa volta estes são constantemente violados e vilipendiados. Quanto a mim, devemos sempre exercer o nosso inegável direito á indignação, quando algo nos parece completamente errado.

Como sabes, a simples existência, já é por si só um acto politico.

Somente assim, na minha modesta opinião, poderemos tornar as coisas mais justas, verdadeiras e igualitárias, não só para uma elitista minoria, mas para o máximo possível de participantes nos processos.

João Costa
CT1FBF

-----Original Message-----
From: cluster-bounces  radio-amador.net [mailto:cluster-bounces  radio-amador.net] On Behalf Of Francisco Costa, CT1EAT
Sent: quarta-feira, 20 de Fevereiro de 2008 23:44
To: Resumo Noticioso Electrónico ARLA; ct1ffu  hotmail.com
Subject: Re: ARLA/CLUSTER: Nova Entidade DXCC - KOSOVO

Caro Matias

Creio que todo o radioamador, seja qual for a classe, nacionalidade, cor da pele, religião, etc., aquilo que mais gosta de fazer é falar através do rádio. Isto é verdadeiramente o que nos une, e simultaneamente o que nos distingue de outras actividades, que também se estabelecem através da comunicação (por ex., a Internet).
Dito isto, qualquer radioamador, ao estabelecer um contacto com outro radioamador, fá-lo em primeiro lugar pelo prazer de comunicar através da rádio.
Para ambos o poderem fazer, necessitam de uma licença, de acordo com as regras dos seus países.
Mas quando eu estabeleço o contacto, apenas conheço o indicativo da outra estação, que pressuponho ter sido obtido por meios lícitos, de acordo com as leis nacionais e internacionais, junto da autoridade competente.
Eu não lhe peço o número da licença, validade, etc.
Para quem gosta somente de uma boa conversa via rádio, o assunto está encerrado.
Para quem gosta de DX, existe uma outra realidade.

A ARRL, através do DXCC, estabeleceu uma série de critérios, e em função deles definiu o que actualmente se chama de "entidades" (precisamente para não se confundir com países políticos, como anteriormente era corrente).
Em função dessas entidades, foram criados os diversos diplomas, cuja obtenção é para muitos o "nirvana" do radioamadorismo.

Então, para fazer um QSO apenas necessito saber qual o indicativo do meu correspondente, e a que entidade corresponde. Quem define a entidade é o DXCC.
Para mim, em nenhum momento, existe qualquer questão politica. Isso é completamente estranho ao radioamadorismo.
Mesmo durante a "guerra fria", os W's faziam QSO com UA's.
(mas infelizmente boicotaram os Jogos Olímpicos).
E mesmo com Timor ocupado, nós fazíamos QSO com os YA!
Porquê? Porque as questões politicas, direitos humanos, etc.
ficam fora do radioamadorismo.
E o fazer um QSO com um OM desse, ou de outro país, não significa que eu concorde com o seu regime, governo, politica externa, etc. e em última análise, a forma como foi criado esse estado.
Certamente que em 1143, os colegas EA de então, não devem ter gostado de perder parte do território, como os YU não gostam actualmente. Mas só o tempo poderá julgar se isso foi, ou não foi, um acto legitimo.
Não seremos nós, nem os nossos filhos a fazer essa avaliação. E, repito, muito menos devemos fazê-lo sob a nossa "capa" de radioamadores, num forum que se propõe debater questões de radioamadorismo.

Portanto, se queres protestar, não faças QSO com os OM's que, na tua avaliação política, não tem legitimidade para operar. Mas não pressiones os outros que deixam essa avaliação para quem de direito, e se limitam a fazer mais um QSO que, eventualmente, irá ser um novo DXCC.

Um abraço

73 F.Costa, CT1EAT
www.qsl.net/ct1eat



----- Original Message -----
From: "antonio matias" <ct1ffu  hotmail.com>
To: "Resumo Noticioso Electrónico ARLA" <cluster  radio-amador.net>
Sent: Tuesday, February 19, 2008 10:54 PM
Subject: RE: ARLA/CLUSTER: Nova Entidade DXCC - KOSOVO



Caro Colega Costa.

Permita-me que discorde em 50% com o seu texto

Na verdade penso que o radioamadorismo está de certa forma ligado á politica.
Temos um indicativo, atribuído pelo estado e conferido pela autoridade internacional.
O indicativo, indica a soberania do terreno onde o radioamador opera.
E neste caso do Kosovo, acaba por apresentar mais polémica do que o parlamento daquele pais.
Os textos que aqui publiquei, apenas denunciam para um oportunismo de algumas estações que estão literalmente a caçar dólares freneticamente.

Todos sabemos que YU8 é um prefixo Servio e se o Kosovo  quer independência os seus amadores deviam esperar por atribuição de um prefixo.
Ora aqui está um paradoxo em que os Kosovares não saem bem na fotografia logo de nascença, então fazem contactos para todo o mundo, proclamando independencia e novo DXCC mas com o indicativo da Servia?

Para contestar estas operações todas as Estações Servias estão a operar com o prefixo YU8, o que ainda levantou mais confusão para os DX'rs impulsivos.


Resta lembrar que também tivemos um caso semelhante  que foi a questão de Timor, e muitos dos colegas operaram com prefixo CR8 de modo a protestarem ao mundo a causa de Timor.

è bom nós lembrar-nos desta coisas.
E sermos justos.

Qualquer colega se for á wikipedia ler um pouco sobre a historia do Kosovo, vai logo mudar de opinião em relação a este processo e independência.

Á nossa maneira, no radiomadorismo, acho que apenas devemos meter estes QSO's  no Log quando as UN's aprovarem este pais como nação e tiver indicativo da ITU atribuído.

Até lá YU8 para mim é Servia, e faço questão de denunciar esta injustiça em todos os meios ao meu  alcance.

73's
CT1FFU
Matias



_______________________________________________
CLUSTER mailing list
CLUSTER  radio-amador.net
/cluster/listinfo/cluster

_______________________________________________
CLUSTER mailing list
CLUSTER  radio-amador.net
/cluster/listinfo/cluster






Mais informações acerca da lista CLUSTER