ARLA/CLUSTER: Dipolo???

Gomes ct1hix sapo.pt
Sábado, 3 de Novembro de 2007 - 14:04:37 WET


Boas
Depois de analisar o que transmitiram, e depois de dar uma vista de olhos 
por uns  livros chego as seguintes conclusões.
A minha "Marconi" está a cerca de 10 metros do chão portanto teoricamente a 
irradiar na vertical, nada adequada a DX que no fundo era o que pretendia.
O facto de aumentar a antena para 1/2 onda poderá resultar ou não, mas 
partindo do principio que a altura continua  muito baixa para DX não vai 
servir.
    Terei vantagem em mudar a configuração para um L invertido, apesar da 
parte vertical ser muito pequena?
Já tenho uma versão demo do eznec mas ainda não percebi a "dinâmica da 
coisa"...vou imprimir o manual .

73 CT1HIX Gomes
----- Original Message ----- 
From: "ct3fq" <ct3fq  ct3team.com>
To: "Resumo Noticioso Electrónico ARLA" <cluster  radio-amador.net>
Sent: Friday, November 02, 2007 3:02 PM
Subject: Re: ARLA/CLUSTER: Dipolo???


> Boa Tarde Gomes,
> O Mourato tem razão em só chamar dipolo a uma antena de meia-onda 
> alimentada ao centro.O que eu percebi é que o colega queria, talvez por 
> falta de espaço, ter uma antena de meia-onda alimentada num extremo, o que 
> é perfeitamente exiquivel, chame-a dipolo, monopolo, long-wire ou o que se 
> quizer.
>
> Claro que os nomes podem-se mudar, para mim a Windom continua a ser um 
> diplo que é alimentado numa zona "off-center" a que chamo  "multiplo 
> comum", ou seja, num sitio em que nas bandas de trabalho ela tem 
> sensivelmente a mesma impedância. É logico que perto das pontas duma meia 
> onda, as tensões são elevadíssimas e torna-se mais complicado fazer 
> qualquer  acoplador  (vulgo balun). A R5, R7 e R8 da cushcracft parecem-me 
> ser   meias ondas verticais alimentadas "quase" num extremo, daí o grande 
> transformador de impedância 9:1 e os "pequenos" radiais.
>
> Atenção que para os 160m as coisas complicam-se, pois nem tudo o que 
> parece é! Recorrendo a modelos de computador (MMANA-GAL ou EZNEC) 
> verifica-se que na prática, e a uma distância real do solo (10 a 20m), as 
> antenas dipolos nos 160m nem têm comportamento de dipolos, nem têm a 
> impedância de 75 ohms esperada no vazio. Na maioria das  vezes estes " 
> dipolos" irradiam a 90º, ou seja, directamente para o espaço para uma 
> impedância abaixo do 20 ohms, o que torna impraticável a operação para DX 
> (low angles).
>
> E para terminar, e para quem não tem muito espaço, a slopper para os 160m 
> é um bom compromisso.
>
> 73
>
>
> Gomes wrote:
>
>> Boas
>> Bem me parecia que era bom demais ter um fio com 1/2 onda, alimenta-lo 
>> por um extremo e ter o comportamento  do dipolo apesar da impedancia no 
>> extremo ser muito alta como li em algum lado.
>> A minha antena para os 160 metros, neste momento tem uma configuração 
>> aproximada á que descreveu como sendo Marconi. Será que terei alguma 
>> vantagem em aumentar o comprimento dela para 1/2 onda?
>> Estou a utilizar um L network para ajustar as impedancias.
>>  73 CT1HIX Gomes
>>
>>     ----- Original Message -----
>>     *From:* Carlos Mourato <mailto:radiofarol  gmail.com>
>>     *To:* Resumo Noticioso Electrónico ARLA
>>     <mailto:cluster  radio-amador.net>
>>     *Sent:* Friday, November 02, 2007 12:31 PM
>>     *Subject:* Re: ARLA/CLUSTER: Dipolo???
>>
>>     Caro colega
>>     Se a resposta de CT3FQ é sim, a minha é não! eheheheh!....É so pra
>>     brincar um pouco.  Presume-se que um dipolo é composto por dois
>>     monopolos de iguais dimensões, logo, se alterar esta configuração
>>     deixa de ser um dipolo e passa a ser outro tipo de radiador.
>>     A alimentação de um monopolo, vulgarmente chamado "fio",, pode ser
>>     feita de muitas formas, dependendo do tamanho do fio, em relação
>>     com a frequencia que lhe é aplicada. Desta forma, a impedancia no
>>     ponto de alimentação desse fio é muito variável e daí a
>>     necessidade ou não de utilizar algum sistema de adaptar as
>>     impedancias para uma dada frequencia. Assim, se esticar um fio com
>>     1/4 de onda, (por exemplo 9,6m para os 40m), e se o alimentar
>>     junto ao solo com um cabo coaxial de 50ohms, em que a malha, neste
>>     ponto de alimentação é ligada à terra, (uma boa terra) teremos
>>     aquilo a que o colega chama de "dipolo alimentado a um extremo" e
>>     não deverá ter muita relação de onda estacionária. Este tipo de
>>     antena com um fio de 1/4 de onda chama-se antena MARCONI. Por
>>     exemplo, a chamada antena WINDOW Não mais é do que um dipolo, ao
>>     qual se deslocou o ponto de alimentação, para que a relação de
>>     fase ao longo da antena, seja perto do correcto nas bandas de
>>     amador. Esta deslocação do ponto de antena, faz com que a
>>     impedancia da mesma suba aos 200 ohms na frequencia de
>>     ressonancia, obrigando ao uso de um transformador de 4:1. A este
>>     tipo de antena, por vezes, a nivel profissional chama-se antena
>>     "off center".
>>     O uso dos chamados "baluns magnéticos" permite, derivado à elevada
>>     relação de transformação, que pode chegar a 16:1. a variação de
>>     impedancia no fio, em relação à frequencia, se reflicta no emissor
>>     muito menor valor. Por exemplo, e tomando um "balun magnético" de
>>     relação 16:1 ligada um "arame" que apresente nos 40m uma
>>     impedancia de 800 ohms,  ( completamente fora de ressonancia)
>>     aparece no emissor como se tivesse 50 ohms. Agora, se devido à
>>     mudança de frequencia,  a impedancia variar de 800 para mais ou
>>     menos 160 ohms, no emissor só varia de 50 para 40 ou de 50 para
>>     60, o que em termos de estacionarias é despresivel.
>>     Quero no entanto deixar aqui o alerta, que apesar de funcionar
>>     satisfatóriamente, o uso de equipamentos como é o caso dos
>>     chamados baluns magnéticos, que se deviam chamar transformadores
>>     de impedancia, que adaptem as impedancias mais não ajustem a fase
>>     de alimentação da antena, tem pelas leis da fisica muita perda.
>>     Assim um sintonisador de antena, com bobines e condensadores, é
>>     preferível, aos "milagrosos" "baluns magnéticos", devido a que
>>     normalmente ajustam a fase de RF. Mas dizem-me agora!...Ah mas eu
>>     tenho um e funciona que é uma maravilha e dão-me sinais de
>>     S9+20...Pois claro!...Com boa propagação até uma broca de 6mm
>>     sintonizada com um circuito PI/L ou T, chega a todo o lado, e alem
>>     disso, se se perder no balun 50% da potencia, isso apenas
>>     representa 3dBs o que em sinais de S9+20 significa passar para
>>     S9+17!!!
>>      73 de CT4RK
>>
>>      Em 01/11/07, *ct3fq* <ct3fq  ct3team.com
>>     <mailto:ct3fq  ct3team.com>> escreveu:
>>
>>         Sim.
>>         Veja em http://www.g3ycc.karoo.net/endfed.htm
>>         73
>>
>>         Gomes wrote:
>>
>>         > Boas
>>         > Posso alimentar um dipolo por um extremo?
>>         > Se a resposta for positiva, de que forma?
>>         >
>>         >
>>         > 73 CT1HIX Gomes
>>         >
>>         >
>>         >
>> 
>>  >------------------------------------------------------------------------
>>
>>         >
>>         >_______________________________________________
>>         >CLUSTER mailing list
>>         >CLUSTER  radio-amador.net <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
>>         > /cluster/listinfo/cluster
>>         >
>>         >
>>
>>
>>         _______________________________________________
>>         CLUSTER mailing list
>>         CLUSTER  radio-amador.net <mailto:CLUSTER  radio-amador.net>
>>         /cluster/listinfo/cluster
>>
>>
>>
>>
>>     -- 
>>     Best 73 from:
>>     regards from:
>>     CT4RK
>>     Carlos Mourato
>>     Sines
>>
>>     Antes de imprimir este e-mail, pense que estará a gastar papel e
>>     tinta. Proteja o ambiente
>>
>>     -----------------------------------------------------------
>>     Este e-mail destina-se a fornecer informações de utilidade para os
>>     destinatarios referidos, e não poderá ser considerado SPAM.
>>     Se não desejar receber mais informações deste emissor, responda a
>>     este mail com -REMOVER- no campo "ASSUNTO", ou bloqueando o
>>     emissor deste mail, nas suas configurações de privacidade.
>>     Esta mensagem está de acordo com a legislação Europeia sobre o envio
>>     de mensagens (Directiva 2000/31/CE do Parlamento Europeu; Relatório
>>     A5-0270/2001 do Parlamento Europeu).
>>
>>     ------------------------------------------------------------------------
>>     _______________________________________________
>>     CLUSTER mailing list
>>     CLUSTER  radio-amador.net
>>     /cluster/listinfo/cluster
>>
>>------------------------------------------------------------------------
>>
>>_______________________________________________
>>CLUSTER mailing list
>>CLUSTER  radio-amador.net
>>/cluster/listinfo/cluster
>>
>
>
> _______________________________________________
> CLUSTER mailing list
> CLUSTER  radio-amador.net
> /cluster/listinfo/cluster
>
> 






Mais informações acerca da lista CLUSTER