RE: ARLA/CLUSTER: Eu e os condemónios.

Carlos Fonseca - Ct1GFQ ct1gfqgrupos gmail.com
Sábado, 15 de Dezembro de 2007 - 09:51:28 WET


O Engraçado, que não tem graça nenhuma desse OM que fez essas perguntas, é
que teve alguns dias para estudar a lição.

O que o David deveria ter feito ( não sei se o fez ) era responder-lhe á
letra, e já que ele é tão expert ( Quisá mais que o David ) fazer-lhe também
umas perguntas, munidas com algumas rasteiras, para ver se o
inteligentíssimo sabia responder, ou se engasgava.

Se ele tivesse o azar de se engasgar, de certeza que nunca mais se armava em
Chico esperto.

Mas, olhe David, Sem Stress. Tente montar ai umas antenas na varanda, se
tiver e sempre dá para ver os resultados.

73’s.
Carlos, CT1GFQ

 

 

  _____  

De: cluster-bounces  radio-amador.net
[mailto:cluster-bounces  radio-amador.net] Em nome de Carlos Mourato
Enviada: sábado, 15 de Dezembro de 2007 9:31
Para: Resumo Noticioso Electrónico ARLA
Assunto: Re: ARLA/CLUSTER: Eu e os condemónios.

 

Lamento a sua situação colega David

Infelizmente a sociedade está cheia de "chicosespertos" que se julgam donos
da verdade e com todos os direitos nem que isso implique retirar direitos
aos outros. 

Eu felizmente não tenho tido problemas e já lá vão 10 anos que tenho o
telhado por minha conta, num predio com 24 inquilinos.

No entanto, o colega repare que tem o mesmo direito a montar antenas para a
sua actividade, como qualquer "condemónio" para ver TV, pois o facto de ser
antena de recepção não lhe confere direitos especiais. Na proxima reunião,
exija mediante a ameça com tribunal, a retirada de todas as antenas do
telhado que não sejam colectivas, assim como eventualmente parabólicas das
paredes (são espaços comuns mesmo que sejam de um apartamento) e todas as
outras coisas que instaladas em areas comuns sejam de uso exclusivo de um
"condemónio". Esclareça tambem esse "inteligent" que lhe perguntou se fazia
interferencias no wireless, que devia perguntar era se o wireless fazia
interferencias na sua estação, pois é isso que não pode acontecer. Que eu
saiba os wireless não teem protecção e não podem fazer interferencias. O seu
caso seria igual ao meu se eu pedisse para instalar antenas no meu QTH de
Lisboa, pois com os "negrumes" que tenho como vizinhos, controlados por um
ranhoso que se julga o mais "esperto de todo o mundo", seria muito dificil
estar lá em paz e sossego. Como só lá vou 3 ou 4 dias por mes, prefiro dar
despreso a pessoas daquele tipo. 

Com os votos de que tudo se resolva, e não desista dos seus objectivos

 

73 de CT4RK

Carlos Mourato
 

Em 15/12/07, David Quental <ct1drb  iol.pt> escreveu: 

EU E OS CONDEMÓNIOS

       Melhores cumprimentos aos colegas.

Antes de mais quero dizer que no título a palavra condemónios está
precisamente escrita desta maneira, pois é a forma como posso descrever os 
seres viventes que vivem no mesmo prédio aonde eu vivo.

       Tudo começou em Agosto quando eu e a xyl pensámos em mudar de casa
pois a anterior já estava a ficar pequena para as nossas
necessidades, assim pensado assim foi feito. Fomos ao banco, a seguir a uma
agência imobiliária, falámos com eles e ficou acordado que 
estávamos interessados num T3 nas imediações da nossa casa e como pedido
adicional mencionei que pelo facto de ser radioamador, teria que ser
um prédio que autorizasse a instalação de antenas e demais sistemas de
apoio. 

       Fomos visitar alguns andares, todos T3, alguns a estrear e outros já
com alguns anos e finalmente decidimos por um T3 dum terceiro
andar, pois apesar de ser o último andar, também é o que está mais perto do
telhado, como tal mais perto das antenas. Feita a escolha fizemos 
o contrato de compra e reserva com os necessários artigos mas, coisa nova,
com a reserva que só iríamos morar para o andar em questão se fosse
feita uma reunião de condóminos a autorizar os meus sistemas irradiantes e
demais sistemas. 

       O andar em questão seria o sonho de qualquer radioamador:
casa com espaço, um sótão logo abaixo das telhas, telhado plano em lugar
duma clarabóia feita de vidro e prédios todos da mesma altura,
excepto numa direcção. 
Enfim, dava tudo a entender que estaríamos em posição de tanto melhorar em
questão de espaço da casa como o futuro shack, a ser no sótão,
seria o ideal tanto para o sossego da casa como de futuras visitas de
colegas ao cujo dito shack. 

       Durante o processo de aquisição da casa nunca deixei de alertar a
imobiliária para a necessidade da tal reunião com os condóminos para
acelerar o processo e estar tudo pronto quando fôssemos morar para o andar. 

       Tal não veio a acontecer porque a 10 de Setembro deste ano (como
ainda me lembro bem da data!) recebi uma chamada da minha xyl a dizer
que a imobiliária queria comunicar comigo pois a escritura, que não dependia
da dita imobiliária mas sim duma entidade bancária, teria que ser 
feita a 25 desse mesmo mês e no dia a seguir teria que ser feito o
descontrato da minha antiga casa. Com estas informações todas fui à
imobiliária, falei que as coisas estavam a ser feitas em cima do joelho,
eles concordaram, mas como era a entidade bancária que marcava as 
datas eles não podiam fazer nada, no entanto, a ideia que avançaram, que foi
do antigo proprietário da casa, seria visitar os restantes
condóminos do prédio, dizer-lhes o que estava a passar-se, pedir-lhes
desculpa, perguntar qual a opinião deles, e caso fosse positiva, avançar- 
se com a compra da casa.

       Assim foi feito e na noite desse dia, 10 de Setembro de 2007, lá
fomos nós, eu o antigo dono e o administrador do condomínio (para
servir de testemunha), perguntar individualmente qual seria a opinião das
pessoas sobre este assunto. Curiosamente levei as licenças, uma 
cópia do seguro e demais documentos que poderiam ser úteis, documentos estes
que nem sequer foram pedidos.

       Todos os condóminos, excepto um que não estava, disseram que não
haveria problemas em instalar as antenas no entanto pediram para não 
fazer barulho e só um levantou dúvidas quanto às interferências de televisão
pois ainda continuava a usar a antena normal. Eu disse-lhe que só
com as antenas colocadas é que poderia verificar se haveria interferências
ou não, a pessoa em questão ficou mais sossegada. 

       Com a aprovação de todos os condóminos, exceptuando o que não estava
presente e do administrador do condomínio que anteriormente tinha
dito que estava sobre reserva mas que no fim disse que não iria ser por ele
que eu não colocaria as antenas, fomos embora todos contentes (eu 
o antigo dono) e no dia seguinte fiquei a manhã em casa e fui ao banco fazer
o descontrato.

       Tudo correu bem durante essa semana até que na sexta-feira, dia 14 de
Setembro, a xyl recebeu uma comunicação da imobiliária a pedir 
que eu fosse ter com eles, longe estava eu de pensar no pesadelo que estava
prestes a começar. Fui á imobiliária e disseram-me o que eu não
estava à espera de ouvir:
pedimos desculpa mas parece que vai ter problemas em instalar as suas
antenas. 

       É evidente que comecei a enervar-me e saí da imobiliária sem saber
bem o que fazer. Fui para casa, entrei em contacto com o antigo
dono o qual me disse mais ou menos tudo o que se tinha passado nessa semana,
em que não fui informado de nada e sem dar a entender que sabia 
de algo, entrei em contacto com o administrador do prédio novo. O referido
sujeito, para não lhe chamar outro nome, foi muito educado, muito
delicado, mas lá acabou por dizer aquilo que eu mais ou menos já sabia:
que tinham feito uma reunião na noite do dia 11 dessa semana com 3
condóminos, ou seja 1 noite mais tarde, tinham decidido que não concordavam
com as minhas antenas. Mais tarde, no dia 14, fizeram outra reunião, com
mais condóminos, em que por unanimidade decidiram contra as minhas 
antenas, é evidente que foram atacados por um ataque de senilidade, ou de
amnésia, pois já se tinham esquecido do que me tinham dito na noite
do dia 10 de Setembro.

       Faço notar aos leitores deste, longo, artigo que segundo o nº 1 do
artigo 1432 do código civil, que as reuniões de condóminos têm de 
se fazer anunciar com uma antecedência de 10 dias e não como foi feito no
meu novo prédio. Outro pormenor interessante é que a reunião foi
precisamente feita numa sexta-feira pois sabia-se que o antigo proprietário
do meu futuro andar estava de serviço (é militar como eu) e que a 
presença dele não seria necessária pois estava de partida. Como estão a ver
é um perfeito caso do emprego da democracia. Já dá para ver de que
quilate são feitos os meus 'queridos vizinhos'.

       Antes de fazer a escritura pedi ao antigo proprietário para fazer uma
carta, registada, a impugnar, e bem, a reunião do dia 14 de 
Setembro, o que foi feito.

       Quando fizemos a escritura no dia 25 de Setembro enviei no mesmo dia
uma carta registada ao administrador a solicitar uma reunião a
pedir autorização para instalar as antenas. Reunião que foi marcada para dia
12 de Outubro. Escusado será dizer que quando há uma escritura é 
sempre uma data alegre, pois vamos mudar para melhor, posso dizer que foi um
dos dias mais tristes da minha vida.

       É evidente que eu já sabia qual seria o resultado da reunião de dia
12 de Outubro, mas como a esperança é a última coisa a morrer, lá 
fiz o trabalho de casa e levei tudo preparado para a dita cuja reunião.

       Chegados ao dia 12 lá fomos à reunião, que começou às 22 horas. Para
sintetizar só vou dizer as dúvidas dos meus queridos vizinhos: 
1)qual era o peso das minhas antenas e torre;
2)qual era a altura da minha antena (fiquei confundido com a pergunta pois
tenho antenas direccionais e só uma vertical dualbanda para vhf/
uhf);
3)se iria operar com 100 watts ou mais; 
4)se as minhas frequências iriam prejudicar as wirelesses ou não;
5)se iriam haver interferências de televisão;
6)se eu iria danificar o telhado;
7)etc, etc, etc, ...

       Todas estas perguntas foram só feitas por um condómino, que mais
parecia o administrador do condomínio, pois os restantes praticamente 
só ouviram. O administrador só falou no principio e no fim, de resto nada.
Como podem depreender, já estava tudo combinado para ser aquela
pessoa a falar pois tinha feito o trabalho de casa e a decisão já estava
tomada, ou seja, foi um rotundo não. Posso dizer que o instigador 
tinha ficada muito chateado por nós o termos incomodado na noite do dia 10
de Setembro pois tinha sofrido uma operação 2 dias antes.

       Vários factos ilegais foram tomados por aquela assembleia, tanto a
nível da aprovação que teria de ser por maioria de 2/3 e não por 
unanimidade, como pelo facto que apesar de me poderem proibir de instalar
antenas nas partes comuns, não o podem fazer dentro da minha casa,
mais uma vez foi o tal instigador que fez a proibição. Ainda mais curioso é
o facto deste fulano estar a morar no prédio à cerca de 4 meses, 
como tal mais 2 meses do que eu, mas ter sido o que mais falou (praticamente
foi o único que falou), o que mais parvoíces disse e por último o
que incomoda mais no prédio (música alta, xyl que anda de saltos altos,
arrumações barulhentas, danos na pintura interior do prédio, etc etc 
etc.).

       Como poderão adivinhar, passei uma noite para esquecer e a tal
alegria que se sente numa mudança de casa não a senti nunca, mas lá
tivemos que a fazer.

       Para não alongar mais este texto, que já se encontra bastante grande,
posso dizer que devido a um grande colega, o CT1AVC Valentim, 
foi-me permitido instalar a estação no batente dele, por sinal a cerca de 5
minutos da minha nova casa e na qual a tenho montado lentamente.
Igualmente o NRA deixou-me fazer contestes desde as instalações deles no
Alfeite, o qual muito me satisfez. 

       No entanto esta situação não é das melhores pois gosto de estar em
casa com a família e quando vou para a estação deixo a minha xyl e
xtalina sozinhas, o que não me agrada muito.

       Para terminar vou tecer alguns passos para os colegas, os que ainda
têm antenas montadas em prédios de regime horizontal, e que 
queiram mudar para outra casa maior, desde que esteja na mesma condição da
anterior, para o que NÃO devem fazer:

1)não sejam ingénuos como eu que me fui fiar na palavra das pessoas em vez
de exigir um documento escrito; 
2)não confiem nas imobiliárias pois não estão preparadas para o nosso hobby;
3)as pessoas estão totalmente contra aquilo que desconhecem e mais agora
quando a nossa comunicação social tanto faz eco das antenas de
telemóveis e dos cabos de electricidade;
4)basta haver uma ovelha negra num prédio para influenciar todas as outras;
5)se forem viver para um prédio aonde não conhecem ninguém, serão sempre
vistos como alguma espécie de virús, ou bactéria, e como tal têm que 
ser 'erradicados';
6)todos os documentos que possam arranjar podem não servir de nada pois as
pessoas pensam que vocês são mentirosos ou desonestos;
7)se tiverem que mudar de habitação tentem mudar para uma moradia, de
preferência bem longe de outras e no campo. 

       Não sei, como todos os outros não sabem, como será o meu futuro, mas
com estas limitações todas não sei mesmo como irei sobreviver
neste estado actual, apesar da excelente vontade de outros colegas para me
ajudarem. Para o CT1AVC bem como para a direcção do NRA os meus 
maiores agradecimentos do fundo do coração.

Termino desejando que mais nenhum colega passe pelo mesmo que eu tenho
estado a passar.

Melhores 73s.

CT1DRB/OK8RB
David Quental


____________________________________________________________________________
___________ 
Ter 20 000 euros e tao simples como ir a internet!
Saiba mais em http://www.iol.pt/correio/rodape.php?dst=0710082


_______________________________________________ 
CLUSTER mailing list
CLUSTER  radio-amador.net
/cluster/listinfo/cluster 




-- 
Best 73 from:
regards from:
CT4RK
Carlos Mourato
Sines 

Antes de imprimir este e-mail, pense que estará a gastar papel e tinta.
Proteja o ambiente 

-----------------------------------------------------------
Este e-mail destina-se a fornecer informações de utilidade para os
destinatarios referidos, e não poderá ser considerado SPAM.
Se não desejar receber mais informações deste emissor, responda a este mail
com -REMOVER- no campo "ASSUNTO", ou bloqueando o emissor deste mail, nas
suas configurações de privacidade. 
Esta mensagem está de acordo com a legislação Europeia sobre o envio
de mensagens (Directiva 2000/31/CE do Parlamento Europeu; Relatório
A5-0270/2001 do Parlamento Europeu). 

-------------- próxima parte ----------
Um anexo em HTML foi limpo...
URL: /cluster/attachments/20071215/a0b46767/attachment.html


Mais informações acerca da lista CLUSTER